John Wesley



"Calvinistas, que negam que a salvação possa ser perdida, raciocinam sobre este assunto de uma maneira admirável. Eles nos dizem, que nenhuma das lâmpadas das virgens pode se apagar (Mt 25.8); nenhuma colheita prometida pode ser estrangulada pelos espinhos (Mt 13.22); nenhum ramo em Cristo pode ser sequer cortado pela esterilidade (Jo 15.16); ninguém pode sequer "receber a graça de Deus em vão" (2 Co 6.1); ou "enterrar seus talentos" (Mt 25:18); ou "negligenciar tão grande salvação" (Hb 2.3); ou desprezar "o dia da graça" (Mt 23.37; Hb 10:29; 1 Ts 4.8); "olhar para trás" após por suas mãos no arado do Evangelho (Lc 9.62); ninguém pode "entristecer o Espírito" (Ef 4.30) até Ele ser "extinto" (1 Ts 5.19), e não ser capaz de "negar o Senhor que os comprou" (2 Pe 2.1); nem "trazer sobre si mesmos repentina destruição" (2 Pe 2.1). Ninguém, ou nenhum grupo de crentes, pode sequer ficar morno ao ponto de Jesus vomitá-lo de Sua boca (Ap 3.16).

Eles usam resmas de papel para argumentar que se alguém se perde ele nunca foi achado (Jo 17.12; 2 Tm 4:10 e 2 Pe 2:15-22); que se alguém caiu, ele nunca esteve em pé (1 Co 10.12; Rm 11.16-22 e Hb 6.4-6); se alguém foi jogado fora, ele nunca esteve dentro (Jo 15.6), e "se qualquer um sequer murchou", ele nunca foi verde (Hb 10.38,39); e se qualquer um caiu em trevas espirituais, jamais foi iluminado (Hb 6.4-6); que se você "novamente se entregou às corrupções deste mundo", você nunca escapou (2 Pe 2.20); que se você jogou fora a salvação, você nunca a teve para jogar fora (1 Tm 4.1), e que se você naufragou na fé, não havia nenhuma fé ali (1 Tm 1.19)! Em resumo dizem eles: se você tem, nunca perderá; e se perdeu, nunca a teve.

Deus nos salve de aceitar uma doutrina que precisa ser defendida por tão falacioso raciocínio!”

John Wesley


Texto traduzido por José Ildo Swartele de Mello que tomou a liberdade de incluir referências bíblicas - texto original em Inglês: http://www.examiningcalvinism.com/files/RollCall/Wesley.html