TESTEMUNHO

O ex-pastor Calvinista Keith Coward compartilha sua história, de como abandonou o calvinismo e abraçou o arminianismo depois de 20 anos de ministério.

Ele menciona: "Quando fui ordenado ministro da Igreja Presbiteriana na América (PCA) em 1999, eu afirmei entusiasticamente meu compromisso com sua declaração doutrinária Calvinista/Reformada, a Confissão de Fé de Westminster (WCF)".

Tudo começou quando ele leu um livro de um arminiano. Ele percebeu que muito do que diziam sobre o arminianismo era mentira. Quando ele se voltou à Escritura para criticar a "sua fé" descobriu que:

"João 3 não ensina necessariamente que a regeneração precede a fé; João 10 não ensina necessariamente que Jesus morreu apenas pelos eleitos; Efesios 1 não ensina necessariamente que Deus ordenou tudo o que acontece; 1 Pedro 1 não ensina necessariamente que Deus elegeu indivíduos para a salvação – incondicionalmente , eficazmente, exclusivamente".

Depois de 20 anos apenas lendo calvinistas e pregando o calvinismo, ficou chocado com as descobertas, veja por si mesmo:
"Eu queria saber a verdade. Eu passei o próximo ano e meio de volta à Escritura, lendo livros de ambos os lados da questão, ouvindo debates e palestras, orando fervorosamente, estudando passagens e meditando profundamente.

Gradualmente, minhas questões sobre a Teologia Reformada se transformaram em dúvidas e no fim de 2013 eu percebi que minhas dúvidas se transformaram em descrença. Eu não reconstrui totalmente a minha teologia, mas estava claro que eu já não achava o calvinismo coerente, muito menos bíblico".

Talvez você queira uma teologia elitista, mas a sua alma precisa é de novo nascimento e salvação em Cristo Jesus!