INTERPRETAÇÃO BÍBLICA OU REVELAÇÃO DA PALAVRA?

by - novembro 27, 2018

Por Marco Elias

  
A REVELAÇÃO DA PALAVRA e a INTERPRETAÇÃO BÍBLICA (exegese) andam juntas, afinal, a revelação nunca anulou a letra, mas é o seu complemento. A minha vida cristã está pautada nas duas. Não creio que seja possível ser fiel a Deus sem edificar sobre ambas, mas para vergonha do evangelho, certos lideres eclesiásticos estão pregando que a interpretação bíblica não vale nada. Parece que arrancaram os textos de Mateus 22:29, Oseias 4:6 e 2 Timóteo 2:15 de suas bíblias. 

Para obedecer às exigências eclesiásticas e imposições de certos líderes (Cristo nunca exigiu ou pediu o que eles estão pedindo) seria necessário jogar a minha Bíblia no mato e voltar para a roça (ir plantar batatas), algo que eu não pretendo fazer.

Tenho sérias restrições quanto a homens que falam de bíblia, mas pretendem ser a quarta pessoa da trindade (como se isto fosse possível). Mesmo que seja o papa (não é o caso) ou o melhor líder eclesiástico cristão, se não estiver submisso à Bíblia Sagrada como um todo, não existe acordo comigo, afinal a minha Bíblia Sagrada me diz que mais importa obedecer a Deus do que aos homens. (Atos 5:29).

“Porque tudo o que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito, para que pela paciência e consolação das Escrituras tenhamos esperança” - Romanos 15:4

Entre a BÍBLIA SAGRADA e os HOMENS, obviamente eu fico com as sagradas escrituras, mas se alguém quiser jogar a sua bíblia no mato e voltar aos afazeres antigos, como os homens de Emaús, eu não tenho nada que reparar, mas eu e minha casa serviremos ao Senhor, sem plantar batatas e sem andar atrás dos bois.

POSTS RELACIONADOS