COISAS QUE SEUS MESTRES NUNCA TE ENSINARAM SOBRE TEOLOGIA

Por Marco Elias


AS INCOERÊNCIAS TEOLÓGICAS E O ZELO PELA OBRA DE DEUS

Há ministros do evangelho extremamente zelosos com a obra de Deus, mas como são incoerentes com aquilo que pregam, acabam deixando as ovelhas confusas.

Embora a membresia de algumas denominações evangélicas afirmem que suas instituições sejam isentas de teologia, esta afirmação não passa de um paradigma religioso totalmente falso, considerando que os líderes destas igrejas e a própria membresia carregam consigo certos traços ou aspectos de uma ou de outra teologia que permeia a cristandade. Isto é inevitável.

Talvez o zelo de certos ministros (principalmente daqueles que lutam por manter uma identidade cristã fiel em seus rebanhos, sem as misturas provenientes de algumas teologias venenosas) fosse melhor aproveitado se tais pregadores trouxessem melhor esclarecimento sobre o assunto ao rebanho. Ao contrário disto preferem destruir, difamar ou obscurecer o conceito do termo teologia. O problema principal deste tipo de atitude é que estes mesmos preletores acabam tropeçando naquilo que pregam.

Certo preletor acostumado a disparar torpedos contra o estudo da teologia sistemática abordou em seu sermão alguns fatos da reforma protestante, bem como o tipo de ação profética que Deus estaria executando naquele instante histórico (ensino bíblico maravilhoso, por sinal) - tudo estaria absolutamente correto se a argumentação do preletor supracitado não estivesse toda baseada nos escritos teológicos de João Calvino. Esta tem sido uma regra perigosa: Prega-se contra a teologia sistemática enquanto se faz uso de suas produções no púlpito. Este tipo de coisa acontece sempre!

Isto chama-se incoerência.